Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5d8a6a360e88257b46c51226
Revista de Economia e Sociologia Rural
ARTIGO ORIGINAL

A POLÍTICA AGRÍCOLA E A COMPOSIÇÃO DA PRODUÇÃO E UTILIZAÇÃO DE MÃO-DE-OBRA NA AGRICULTURA PAULISTA NA DÉCADA DE SETENTA

ELCIO UMBERTO GATTl

Downloads: 0
Views: 930

Resumo

O trabalho analisa, à luz da política agrícola vigente na década de setenta, o processo de mudanças tecnológicas e de alterações na composição da produção agrícola no Estado de São Paulo, avaliando seus reflexos sobre a utilização de mão-de-obra pelo setor, em termos de nível e padrão de ocupação durante o ano agrícola. A análise do comportamento do uso do solo foi realizada mediante a aplicação do modelo "estrutural-diferencial" a sistemas de produção definidos para as diversas regiões do Estado, identificando os denominados: "efeito-escala" e "efeito-substituição". As alterações na utilização da mão-de-obra foram estimadas pelas variações nas áreas agrícolas cultivadas nas diversas regiões do Estado e pelos coeficientes técnicos de utilização de trabalho. Os resultados mostraram que a política agrícola afetou os sistemas de produção induzindo-.os a contrações e alterações em suas composições, com expansão. de algumas atividades e retração de outras. Este comportamento foi acompanhado por mudanças na utilização da força de trabalho com crescimento da demanda e da sazonalidade da ocupação da mão-de-obra no período estudado.

Palavras-chave

política agrícola, mão-de-obra, composição da produção.

Referências

CARVALHO, F. C.; NOGUEIRA JR., S. PINTO, M. M.Estrutura e comportamento da indústria paulista de descaroçamento . de algodão. São Paulo, Secretaria da Agricultura, IEA, ·1979_ 31p. (Relatório de Pesquisa, 14/79).

CARVALHO, F. C. et alii. Impactos do surgimento do "bicudo" sobre a economia algodoeira paulista. lnf. Econ., São Paulo, 14(1):33-42, jan. 1984.

GARCIA, A. E. B. Ocupação de mão-de-obra na agricultura do Estado de São Paulo na década de setenta em São Paulo. São Paulo, Secretaria de Agricultura e Abastecimento, IEA, 1984. (não publicado)

GRAZIANO DA SILVA, J., coord. Diferenciación campesiana y cambio tecnológico: el caso de los produtores de frijo! en São Paulo. Campinas, UNICAMP/DEPE, 1982. 2v.

GRAZIANO DA SILVA, J. Progresso técnico e relações de trabalho na agricultura paulista. Campinas, UNICAMP/IFCH, 1980. 2v. (Tese- Doutorado), mimeo.

GUEDES PINTO, L. C. Grupos de interesse e crédito rural no Brasil. R. Econ. rural. Brasília, 19:65-83, 1981. Número especial.

HOMEM DE MELO, F. B. Agricultura brasileira: incerteza e disponibilidade de tecnologia. São Paulo, FEA/USP, 1978. 142p. Tese Livre-Docência.

HOMEM DE MELO, F. B. A pohtica econômica e a pequena produção agrícola. ln: MENDONÇA DE BARROS, J. R. Econ. Agri .: ensaios. São Paulo, IPE/USP, 1982. p. 87-124.

HOMEM DE MELO, F. B. Padroes de instabilidade entre culturas da agricultura brasileira. Pesq. Plan. Econ., Rio de Janeiro, 93):819-844, dez. 1979(c)

HOMEM DE MELO, F. B. Proalcool, composição do produto e emprego agrícola. Est. Econ., São Paulo, 11:83-91, set. 1981. Número especial.

HOMEM DE MELO, F. B. & ZOCKUN, M. H. G. P. Exportações agrícolas, balanço de pagamentos e abastecimento do mercado interno. Est. Econ .• São Paulo, 7(2):9-49, mai./ago. 1977.

KAGEYAMA, A. & GRAZIANO DA SILVA, J. Produtividade e emprego na agricultura brasileira. ln: BELLUZZO, L. G. M. & COUTINHO, R. Desenvolvimento capitalista no Brasil: ensaios sobre a crise. São Paulo. Brasiliense, 1983b. v. 2, p. 192-222.

MARTIN, N. B. et alii. Estudos para o planejamento do desenvolvimento agrícola do Estado de São Paulo. São Paulo, Secretaria da Agricultura, IEA, 1977. Não publicado.

NOGUEIRA JR., S. Relação preço-qualidade e procura de algodão em pluma. São Paulo, Secretaria de Agricultura e Abastecimento, IEA, 1980. 35p. Relatório de Pesquisa, 11/80.

NOGUEIRA JR., S. & CRISCUOLO, P. D. A soja na avicultura. São Paulo, Secretaria da Agricultura, IEA, 1979. 16p. Relatório de Pesquisa, 13/79.

PROGNÓSTICO. São Paulo, Secretaria da Agricultura, IEA, v. 3, 4, 5 e 6.

SILVA, G. L. S. P. da et alii. Um modelo de programação linear recursiva do setor agrícola no Estado de São Paulo. São Paulo, Secretaria de Agricultura e Abastecimento, IEA, 1983. 129p. Relatório de Pesquisa, 1/83.

SOARES, R. P. Avaliação econômica da política tritícola de 1967 a 1977. Brasília, Ministério da Agricultura, CFP, 1980. 140p. Coleção Análise e Pesquisa, 20.

SZMRECSÀNYI, T. Análise critica das políticas para o setor agropecuário. ln: BELLUZZO, L. G. M. & COUTINHO, R. orgs. Desenvolvimento capitalista no Brasil: ensaios sobre a crise. São Paulo, Ed. Brasiliense, 1983. v.2, p. 223-240.

TOLEDO, Y. 1. M. & SANTIAGO, M. M. D. Análise do comportamento de preços na pecuária bovina, Estado de São Paulo, 1970-83. lnf. Econ., São Paulo, 14(6):21-2, jun. 1984.

TOYAMA, N. K. Crescimento agrícola e emprego: caso da região de Ribeirao Preto nos anos 70. São Paulo, FEA/USP, 176p. Tese Mestrado.

VEIGA FILHO, A, DE A.; GATTI, E. U.; MELLO, N. T. C. de. O programa nacional do álcool e seus impactos na agricultura paulista. Est. Econ., São Paulo, 11:61-82, set. 1981. Número especial.

VEIGA, J. E. R. & OTANI, M. N. Relações de trabalho na agricultura paulista: o declinio da mão-de-obra permanente. lnf. Econ., São Paulo, 1310):21-27, out. 1983.

VIEIRA, J. L. T. M. & GATTI, E. U. Evolução recente da produção de feijão no Estado de São Pauio. lnf. Econ., São Paulo; 1l5):19-28, mai. 1983.

ZOCKUN, M. H. G. P. A expansão da soja no Brasil: alguns aspectos da produçao São Paulo, FEA/USP, 1978. 228p. Tese Mestrado.


Submetido em:
30/05/1986

Aceito em:
04/09/1987

5d8a6a360e88257b46c51226 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections