Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5d8b9f820e8825483ef2a2f5
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

PROGNÓSTICOS DA DEMANDA POR TRANSPORTES PARA GRÃOS E POSSÍVEIS ESTRANGULAMENTOS NA INFRAESTRUTURA NO ESTADO DO PARANÁ

Ricardo S. Martins

Downloads: 1
Views: 479

Resumo

Os prognósticos de demanda podem ser usados para a identificação de necessidades e prioridades nos investimentos na infra-estrutura de transporte, podendo proporcionar a melhoria no uso dos recursos com otimização da gestão e operação. Dadas algumas peculiaridades da matéria-prima agrícola, a racionalização dos transportes tem fortes repercussões econômicas, uma problemática que tem enfoque especial no caso do Estado do Paraná. O objetivo geral do presente estudo foi proporcionar um prognóstico referente à demanda e ao planejamento do transporte para a movimentação de milho, soja e farelo de soja no Estado do Paraná. Através de modelos de programação linear, estimou-se a produção agrícola potencial, os fluxos interzonais e a distribuição modal ótima para os produtos em apreço no Paraná. Como conclusão, evidenciou-se que se toma urgente a revisão do planejamento rodoviário estadual, com incentivos à expansão ferroviária, manutenção do processo de modernização do porto de Paranaguá e à consolidação de empresas prestadoras de serviços logísticos especializadas nas problemáticas do agronegócio para a competitividade de produção e das empresas locais, bem como um melhor posicionamento competitivo frente aos outros estados onde há investirnentos em infra-estrutura.

Palavras-chave

agronegócios; logística agroindustrial; economia agrícola paranaense

Referências

ANFAR. Associação Nacional dos Fabricantes de Rações. Estimativa de consumo de matérias-primas para a fabricação de rações em função das projeções de produção do complexo dos produtos de origem animal (CPOA). São Paulo: ANFAR, 1993.

BROOKE, A.; KENDRICK, D.; MEERANS, A. GAMS. Washington: GAMS DevelopmentCorporation, 1996. 171p.

DAVID, M. B. A.; NONNENBERG, M. J. B. MERCOSUL: integração regional e o comércio de produtos agrícolas. Rio de Janeiro: IPEA, 1997 (Textos para discussão, 494)

GEIPOT. Empresa Brasileira de Planejamento de Transportes. Corredores estratégicos de desenvolvimento. Brasília: Ministério dos Transportes/GEIPOT, 1999. 307 p.

GONÇALVES, P. M. B.; KAWAMOTO, E. Modelo de oferta de grãos para previsão da demanda por transporte de soja. Ferrovia, 154. 1995 (Encarte)

IPARDES. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Projeção da população Paranaense - 1996/2020. Curitiba: IPARDES, 1999.

KANAFANI, A. K. Transportation demand analysis. New York: Me. Graw Hill, 1983.

KOO, W. W.; LARSON, D. W. Transportation models for agricultura! products. Boulder: Westview Press, 1985. cap.1.

MARTIN, P. ; ROGERS, C. A. Industrial location and public infrastructure. Journal of international economics, 39: 335-51, 1995.

MARTINS, R. S. Racionalização da infra-estrutura de transporte no Estado do Paraná: o desenvolvimento e a contribuição das ferrovias para a movimentação de grãos e farelo de soja. 1998. Tese (Doutorado) - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"/ Universidade de São Paulo, Piracicaba-SP.

MELLO, J. C. Coordenação dos sistemas de transporte. ln: MELLO, J. C. Transportes e desenvolvimento econômico. Brasília: EBTU, 1984.

MONTEIRO, J. A. O milho no Brasil: considerações econômicas. Informe Agropecuário, v.14, n.164, p.5-9, 1990.

MONTEIRO, M. J. C. Renda agrícola - terra prometida. Agroanalysis, v. 19, n. 4, p.17-18, abril1999.

5d8b9f820e8825483ef2a2f5 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections