Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5d8d27c80e88254e66140c97
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

ALTERAÇÃO DA RENÚNCIA SOBRE AS TARIFAS DE IMPORTAÇÕES BRASILEIRAS E SEUS EFEITOS NAS CADEIAS AGROINDUSTRIAIS 

Niraldo José Ponciano, Antônio Carvalho Campos

Downloads: 0
Views: 1014

Resumo

Neste artigo, avaliaram-se os impactos de medidas de política que simulam a eliminação da renúncia fiscal sobre as importações brasileiras. Utilizou-se um modelo computável de equilíbrio geral para simular a reação dos agentes econômicos a essas medidas. A eliminação das renúncias fiscais sobre as importações do resto do mundo promoveu forte queda no nível das atividades e, conseqüentemente, na renda das fanu1ias, que, por sua vez, diminuíram os gastos com o consumo de alimentos. Houve queda generalizada nos níveis dos indicadores econômicos, nos níveis de empregos rural e urbano e no nível de bemestar dos consumidores, comportamento que refletiu a essencialidade das importações brasileiras.

Palavras-chave

renúncia fiscal, importações, atividades agroindustriais, agropecuária e MERCOSUL.

Referências

ANUALPEC 96 - Anuário da pecuária brasileira. São Paulo: Argos, 1996. 392 p.

ANUALPEC 99 - Anuário da pecuária brasileira. São Paulo: Argos, 1999. 447 p.

AGRIANUAL 96-Anuário estatístico da agricultura brasileira. São Paulo: Argos, 1996. 312 p.

AGRIANUAL 99-Anuário estatístico da agricultura brasileira. São Paulo: Argos, 1999. 521 p.

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DO BRASIL. Rio de Janeiro: IBGE, 1990 a 1996.

BANCO CENTRAL DO BRASIL. Boletim do Banco Central do Brasil. Brasília, DF, 1996 e 1998. 243 p. e 216p. (Relatórios).

BRANDÃO, A.S.P.; HERTEL, T.; CAMPOS, A.C. Distributional implications of agricultura! liberalization: a case study of Brazil. ln:

GOLDIN, I.; KNUDSEN, O.; BRANDÃO, A.S. (Eds.). Modeling economy- wide reforms. Paris: OECD/Development Centre Studies, 1994. 296 p.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio-MDIC.Brasília,DF,1999.Disponívelem: [http:// www.mdic.gov.br]. Acesso: 27 set. 1999.

BAUMANN, R.; RIVERO, J.; ZAVATTIERO, Y. As tarifas de importação no Plano Real. Pesquisa e planejamento Econômico, Rio de Janeiro, v. 27, n. 3, p. 541-586, 1997.

DERVIS,K.;DEMELO,J.;ROBINSON,S. Generalequilibrium models for development policy. Cambridge: Cambridge University, 1984. 526 p. (World Bank Research Publications).

FERREIRA FILHO,J.B.S.MEGABRÁS-ummodelodeequihôrio geral computável aplicado à análise da agricultura brasileira. São Paulo: USP, 1995. 171 f. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade de São Paulo, São Paulo.

GUILHOTO,J.J.M. Ummodelocomputáveldeequilíbriogeral para planejamento e análise de políticas agrícolas (PAPA) na economia brasileira. Piracicaba, SP: ESALQ, 1994. 258 f. Tese (Livre Docência em Economia) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba.

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DO BRASIL. Rio de Janeiro: IBGE, 1995 a 1998.

NAJBERG, S.; RIGOLON, F.J.Z.; VIEIRA, S.P. Modelo de equilíbrio geral como instrumento de política econômica: uma análise de câmbio x tarifas. Rio de Janeiro: BNDES, 1995. 24 p. (Textos para discussão, 30).

PERRONI, C. An introduction to MPSGE. Boulder: University of Colorado, 1988. 40 p.

RUTHERFORD,T.F. Appliedgeneralequilibriummodelingwith MPSGE as a GAMS subsystem: an overview of the modeling framework and syntax. University ofColorado, 1995. 27 p. Disponível em: [http://www.gams.com/solvers/ mpsge/syntax.htm].

SHOVEN, J.B.; WHALLEY , J. Applying general equilibrium. 3.ed. Cambridge: Cambridge University, 1998. 299 p.

SILVA, M.L.F. A liberalização do câmbio no Brasil: revisitando a discussão dos pressupostos teóricos embutidos nas prescrições cambiais alternativas. Estudos Econômicos, São Paulo, v. 29, n. 2, p. 189-227, 1999.

VARIAN, H.R. Microeconomics analysis. Third Edition. New York: Norton & Company, 1992. 550 p.

5d8d27c80e88254e66140c97 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections