Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5d9637230e882509252bac33
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

FONTES DE VARIAÇÃO DA RENDA 1973-74. DE PEQUENOS PROPRIETÁRIOS E PARCE.IROS. COM SUGESTÕES PARA POLÍTICAS

John Houston Sanders Jr.; Wilson Guedes Almeida

Downloads: 0
Views: 544

Resumo

A renda da população rural na Região Nordeste assemelha-se com as de outras regiões de baixa renda no Brasil, em anos de chuvas normais. Contudo, a variação na renda, devido, principalmente, aos preços e à instabilidade climática é extrema. Em termos reais, a renda dos agricultores baixou, aproximadamente, 40% entre 1973 e 1974. O declínio na renda foi distribuído entre mudanças nos preços, área, produção e as interações. Um terço da diminuição da renda deveu-se ao decréscimo nos preços, principalmente quanto ao algodão, e os outros dois terços foram conseqüência das inundações em 1974. Vários mecanismos foram utilizados para compensar a diminuição de renda, tais como a comercialização de outros produtos e a venda de gado. Com baixos preços, a renda dos grandes proprietários foi proporcionalmente menor que a dos pequenos agricultores. Entretanto, a variação de renda foi menor. A comercialização dos produtos parece ser uma obrigação do proprietário. Contudo, aparentemente, a recíproca atuação do grande proprietário é promover a estabilização do ingresso através de reservas em dinheiro e o acesso à distribuição das diferentes classes de terra disponíveis ao pequeno agricultor. São apresentadas algumas sugestões para fazer a estabilização da renda.

Referências

1. EMBRAPA et alii. Alternativas de desenvolvimento para grupos de baixa renda na

agricultura brasileira, v. 1 e li, set. 1974.

2. FISHLOW, A. Brazilian size distribution of incarne. American Economic Review, p. 391- 403, May 1972.

3. FUNDAÇÃO IBGE. Anuário Estatístico do Brasil - 1973. Rio de Janeiro, 1974.

4. GISSER, M. Schooling and the farrn problern. Econometrica, n. 33, p. 582-92, July 1965.

5. LANGONI, C.G. Distribuição da renda e desenvolvimento econômico do Brasil. Rio de Janeiro, Expressão e Cultura, 1973.

6. PAIVA, R.M. Os baixos níveis de renda e de salários na agricultura brasileira. Revista Econômica do Nordeste, 6 (4): 557-91, out./dez. 1975.

7. PATRICK, G.F. & CARVALHO Filho, J.J. de O. Low incarne groups in brazilian agricuture: a progress report. Station Bulletin, r. 79. Departrnent of Agricultura! Econornics, Purdue University, Mar. 1975.

8. SCHUH, G.E. The incarne problern in brazilian agriculture. Departrnent of Agricultura! Econornics, Purdue University, 1973. 54 p. (rnirneo.).

9. WELCH, F. Education in production. Journal of Political Economy, p. 35-59, Jan./Feb. 1970.

5d9637230e882509252bac33 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections