Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5d9a5e2f0e8825f82d8e47b4
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

ANÁLISE DO SETOR DE FERTILIZANTES- AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS DE AUTO-SUFICIÊNCIA

MARCOS JOAQUIM MATTOSO; ANTÔNIO RAPHAEL TEIXEIRA FILHO; ANTÔNIO JORGE DE OLIVEIRA; TEOTÔNIO DIAS TEIXEIRA

Downloads: 0
Views: 482

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do aumento da oferta nacional de fertilizantes nos custos variáveis totais do setor, em conseqüência da implantação de uma unidade de produção de concentrado de rocha em Araxá e de uma unidade de solubilização de fósforo em l.,beraba. Para mensurar os efeitos desta decisão sobre as variáveis e suas interdependências, foi utilizado um modelo de programação linear de equilíbrio espacial estático. Como função-objetivo, minimizam-se os custos variáveis totais de produção e transporte para a sociedade. O modelo é basicamente composto por duas submatrizes de tiansformações e trc, submatrizes de transportes. Os resultados obtidos indicaram que os menores cus- tos variáveis totais do setor de fertilizantes foi observado quando se permitiu a li- vre importação de produtos. À medida que instrumentos de proteção à indústria nacional são incorporados às análises, esses custos se elevam significativamente. Conseqüentcmente, as unidades industriais de Araxá e Uberaba só têm condições de participar na oferta de rocha fosfatada se forem adotadas medidas protecionis- tas, como contingenciamento, tarifas de importação e subsídios ao transporte. O modelo permitiu testar várias hipóteses para a utilização da capacidade total de produção das unidades de Araxá e Uberaba. Na versão de importação livre, a utilização do concentrado produzido nestas duas unidades industriais elevaria em 11 % os custos totais variáveis. Na hipótese de restrições à importação de produtos nitrogenados e fosfatados (contigenciamento), estes custos se elevam em 21 %em relação à hipótese básica de livre importação. Restrições à importação de produtos nitrogenados e fosfatados de rocha fosfática e de ácido fosfórico aumentaram os custos totais variáveis em cerca de 25%. Subsídios ao transporte de concentrado de rocha fosfática reduziram tais custos, de 2,5% a 10%.

Palavras-chave

política de fertilizantes, programação linear, localização.

Referências

ASSOCIAÇÃO NACIONAL PARA DIFUSÃO DE ADUBOS, São Paulo, SP. Se- tor fertilizantes. São Paulo, 1976. 97p.

BARBOSA NETO, M.A. Preço de fertilizantes: uma análise objetiva. São Paulo, s.ed. 1977. 17p.

BAUM, M. Substituição de importações - uma nova fase da indústria de fertilizan- tes. São Paulo, USP, 1978. 244p. Tese Mestrado.

CARVALHO, F.M.A. de. Demanda regional de fertilizantes no Brasil. Viçosa, UFV, 1mprensa Universitária, 1979. 11 0p. Tese Mestrado.

CONFERAÇÃO NACIONAL DA AGRICULTURA, Brasília, DF. Documen- to bãsico do li encontro nacional.da agropecuãria. Brasília, 1976. 164p.

FERTILIZANTES. Agroanalysis. Rio de Janeiro, 4(1 ):2-19, jan. 1980.

GONÇALVES, J.A.T.D. Painel li - insumos agrícolas. ln: ENCONTRO NACIO- NAL SOBRE PERSPECTIVAS AGRÍCOLAS, 1978, Brasília, 1977. Anais... Brasília, 1978. p.49-60.

GRILICHES, Z. The demand for fertilizer: an economic interpretation of technical change. J. Farm Econ., Menasha, 40(3):591-606, Aug. 1958.

LEVIN, R.I. & LAMONE, R.P. Linear programming for management decisions. Homewood Illinois, Richard D. lrwing, lnc., 1969. 308p.

MALAVOLTA, E. Adubos, produção agrícola e desenvolvimento. Salvador, CEPED, 1977. 27p. Trabalho apresentado no I seminário sobre Fertilizan- tes no Norte e Nordeste, em 29 de novembro a 2 de dezembro de 1977.

MATTOSO, M.J. Anãlise do setor de fertilizantes - Avaliação de polltica de auto- -suficiência. Viçosa, UFV, Imprensa Universitária, 1980. 231p. Tese Dou- torado.

OLIVEIRA, A.J. de; SUGAI, Y.; VILAS, A.T. & TEIXEIRA FILHO, A.R. A po- lítica de contingenciamento de fertilizantes no Brasil - uma análise espacial. R. Econ. rural, Brasília, 17(2) :6-38, abr./jun. 1979.

PATRICK, G.F. Fontes de crescimento na agricultura brasileira: o setor de cultu- ras. ln: CONTADOR, C.R. ed. Tecnologia e desenvolvimento agrícola. Rio de Janeiro, 1PEA/I NPES, 1975. p.89-11 O. (Série Monográfica, 17).

PROGRAMA NACIONAL DE FERTILIZANTES E CALCÁRIO AGRÍCOLA. s.l., s.ed. 1974. n.p.

RIBEIRO, J;l. Rates of return to agricultura! investment in the "cerrados" area in Brazil. Minneapolis, University of Minnesota, 1979. 125p. Tese Douto- rado.

SAMPAIO, J.F. A auto-suficiência e a indústria de composição e distribuição de fertilizantes. s.n.t. 5p. Mimeografado.

SOUZA, W.V. de. A procura de fertilizantes no Brasil, 1950/70. Viçosa, UFV, Imprensa Universitária, 1973. 66p. Tese Mestrado.

TAYLOR, C.R.; BLOKLAND, P.J. Van; SWANSON, E.R. & FROHBERG, K.K. Two national equilibrium modais of crop production; cost minimization and surplus maximization. Illinois, Urbana, Champaign, 1979. 32p.


Submetido em:
16/07/1982

Aceito em:
25/08/1982

5d9a5e2f0e8825f82d8e47b4 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections