Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5da4e6d30e8825fa0eba68e1
Revista de Economia e Sociologia Rural
ARTIGO ORIGINAL

VIABILIDADE FINANCEIRA DA UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS PARA PRODUÇÃO DE ENERGIA E BIOFERTILIZAÇÃO EM PEQUENAS PROPRIEDADES DAS ZONAS SEMI-ÁRIDAS

LÚCIA MARIA MARIA RAMOS SILVA; JOSÉ VALDECI BISERRA

Downloads: 0
Views: 506

Resumo

Demonstrou-se a viabilidade financeira de tecnologias geradas para a produção de bio- gás e ainda analisou-se a sensibilidade dos resultados básicos a mudançs em fatores exógenos. O bio- digestor em estudo foi do tipo chinês modificado, com capacidade de l 2m3 de biogás por dia. Foram utilizados três critérios de avaliação: valor presente lfquido (VPL); relação beneftcio/custo (B/C) e ta- xa interna de retomo (flR). Na análise dos resultados considerou-se o biogás convertido em óleo diesel, gasolina e gás butano. O projeto mostrou-se viável financeiramente para todos os casos, quan- do se admitiu financiamento a taxas reais negativas. Retirando-se o subsídio, projeto é viável so- mente quando a produção éconvertida em gasolina ou óleo diesel.

Palavras-chave

biogás, tecnologias, avaliação financeira

Referências

BISERRA, J.V. Avaliação ec:ooomico-financ:eira de projetos de irrigação; uma abordagem estrutural. Fortaleza, UFC/DEA, 1986. (Série Didática, 32).

BIOGÁS. Energia, na teoria e na prática. Rv. bras. ExL rural. Brasília, 2 (2):6-9, mar.fabr. 1981.

BRASIL. Ministério das Minas e Energia. O Biogás e sua tecnologia. Rio de Janeiro. CAEEB. 1981. 33p. (Série Estudos e Pesquisas, 2).

COMISSÃO ESTADOAL DE PLANEJAMENTO AGRÍCOLA, Ceará, CE. ESludos para adap- tação do projeto de irrigação do açude Santo Ant6nio de Russas e viabiliade 1'cnico- ec:onõmica das áreas complementares. Fortaleza, 1985.

COMISSÃO ESTADUAL DE PLANEJAMENTO AGRÍCOLA, Ceará, CE. Pré-viabilidade1'c- nico-ec:onõmico do aproveitamento hldrico do Vale do Aracatiaçu. (Relatório geral). Fotaleza, 1986.

GITTINGER, J. Análises econômico de projectos agrfcolas. 2, ed. Madrid, Tecnos, 1983. (Publicação para el Instituto de Desarollo Economeco dei Banco Mundial).

HOLANDA, N. PlanejamenlD e projelos. Fortaleza, UFC. 1983.
JENKINS, D. M.; McCLURE, T. A.; REDDY, T. S. Net energy analysis of alcohol fuels. s. 1.

American Petroleum lnstitute, 1979. 28p.

MEYER, A. V. C. A biomassa como fonte energética. Conj. econ. Rio de Janeiro, 37(11):66-8, nov. 1983.

MOSS, A. & NYNS, E. J. Biomass in developing coun1ries. farmewort for implementation. s. n. t. 82p.

PIMENTEL, D. Agricultura! productions inpulS: energy, fertilizar, capital, and labor. Santo Domingo. Domican Republic, 1978.

BIOGÁS, Energia, na teoria e na prática. Rv. bras. Ext. rural, Brasllia, 2 (2):6-9, rnar.labr. 1981.

SKRINDE, R. T. A review of intemational biogás programs. Seattle, Tracry e Brunstrorn, 1978. 36 p.


Submetido em:
05/03/1987

Aceito em:
20/05/1988

5da4e6d30e8825fa0eba68e1 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections