Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5da5a0e20e88257d60ba68e2
Revista de Economia e Sociologia Rural
ARTIGO ORIGINAL

Análise de alternativas de políticas relacionadas com a demanda e a oferta de carnes no Brasil

Sérgio Garcia Femandes; Euter Paniago; João Eustáquio de Lima

Downloads: 0
Views: 598

Resumo

As carnes representam a principal fonte de proteínas de grande parcela da população brasileira. Constata-se. entretanto. que seu consumo não tem se mostrado em consonância com os padrões nutricionais adequados e que o setor produtivo parece não dispor de condições para responder. no curto prazo, a uma liberação da demanda reprimida. Com relação à demanda, a renda dos produtores é a principal variável explicativa dos baixos níveis de consumo. Quanto à oferta. os preços parecem ser o fator·de maior poder de explicação do quadro estacionário da produção. Assim, buscou-se analisar duas políticas que se acredita serem adequadas para incentivar demanda e oferta. as políticas de cartões ou bónus de alimentos e de redução das alíquotas de ICM. Utilizou-se o modelo de Rotterdam, baseado nos dispêndios do consumidor. para estimar as relações estruturais de demanda e de oferta de carnes de bovinos, suínos e frangos. Os resultados proporcionados pelo modelo permitem concluir que a política de bônus é eficiente no incremento da demanda e não apresenta custos elevados para o setor público, e que a polí- tica de redução do ICM é pouco eficiente como incentivadora da oferta.

Palavras-chave

carne bovina, carne suína, carne de frango, bônus de alimentos, ICM, políticas de governo

Referências

ANUÁRIO EST A TÍSTICO DO BRASIL. Rio de Janeiro, 1966-1985. BARTEN, A.P. Consumer demand functions under conditions of almost additive preferences. Econometrica, 32(1):1-38, 1964.

BARTEN, A.P. Estimating demand equations. Econometrica, 36(2):213..251, 1968.

BARTEN, A.P. Evidence on the Slutsky conditions for demand equations. The Review of Economics and Statistics, 49(10:77-84, 1967.

BRANDT, S.A. O mercado agrícola brasileiro. São Paulo, Nobel, 1979. 145p.

DAVIS, H.P. The food stamp plan. American Journal of Agricultural Economics, 44(2):598-602, 1962.

DIAS, D ..do C.B. V ariações sobre o tema implementação. Rio de Janeiro, FGV, 1983. 206 p. (Tese de Mestrado)

FAO Situaci6n mundial y perspectivas para la carne. Roma, FAO, 1983. 153p.

LOBATO, J.G. Sistema de demand~ de carnes no Brasil: uma análise de multiplicadores. Viçosa, UFV, 1982. 61p. Tese mestrado.

MASCOLO, J.L. Um estudo econométrico da pecuária de corte no Brasil. Rio deJaneiro, FGV, 1980. lOOp. (Série Teses, 03).

MlLLER, R.L. Microeconomia - teoria, questões e aplicações. São Paulo, McGraw-Hill do Brasil, 1981. 507p.

NASCIMENTO, A.F,M. do. Custos e benefícios sociais da política de estoques reguladores de carne bovina no Brasil. Viçosa, UFV, 1981. 123p. Tese Mestrado.

PRODIAT. Estudo do mercado de carne bovina. Brasília, 1985. 89p. (Série Estudos e P"esquisas, 10).

REVIST A CONJUNTURA ECONÔMICA, Rio de Janeiro, 1966-1985.

STEINER, G. & MINER, J.B. Management policy and strategy. New York. MacMillan Publ. Co., 1987.

SULLIVAN, D.H. A note on food stamp reform. American Joumal of Agricultural Economics, 48(3):560-562, 1976.

TAVARES, M. da C. Estrutura industrial e empresas líderes. Rio de Janeiro, Relatório de Pesquisa para a FINEP, 1981.

THEIL, H. Economics and information theory. Chicago, R. McNally, 1976a.

THEIL, H. Lectures in econometrics. Chicago, Univ. ofChicago, 1976b. THEIL, H. Theory and measurement of consumer demand. Amsterdam, North-Holland, 1975. 2v. 825p.


Submetido em:
23/06/1989

Aceito em:
30/08/1989

5da5a0e20e88257d60ba68e2 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections