Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5ea0c1180e8825483cc84922
Revista de Economia e Sociologia Rural
ARTIGO ORIGINAL

ADOÇÃO DE CULTIVARES MELHORADAS DE FEIJÃO EM ESTADOS SELECIONADOS NO BRASIL

WILLEM JANSSEN; SÔNIA M. TEIXEIRA; MICHAEL THUNG

Downloads: 0
Views: 46

Resumo

A produção brasileira de feijão-comum (Phaseolus vulgaris L.) tem sido possível em níveis de 2,5 milhões de t/ano, pela expansão das áreas, apesar do insistente declínio em produtivi- dade e disponibilidade per capita. A EMBRAPA-CNPAF (Centro Nacional de Pesquisa de Arroz e Feijão) e o CIAT (Centro Internacional de Agricultura Tropical, com mandato mundial para de- senvolvimento do feijão), em 1981, iniciaram colaboração enfatizando a geração de linhagens me- lhoradas da cultura. Um estudo de adoção foi conduzido para avaliar o impacto de novas varieda- des lançadas pelo programa, em colaboração com as Empresas Estaduais de Pesquisa Agropecuária em Goiás (00), Espírito Santo (ES), Rio de Janeiro (RJ) e Minas Gerais (MG). Em 75% da área (812 milha) plantada com feijão na região estudada utilizaram-se cultivares melhoradas. A Cario- ca, lançada pelo IAC (Instituto Agronômico de Campinas), é o material mais plantado - em 48% da área. Cultivares desenvolvidas no programa colaborativo (CIA T-CNP AF e Empresas Estaduais de Pesquisa) ocupam 25% da área. Outros 2% da área são plantados com outras cultivares nacionais. As cultivares colaborativas superam as cultivares tradicionais em 195 kg/ha em sistema solteiro e em 128 kg/ha em sistema consorciado. O impacto monetário da adoção foi estimado em 40 milhões de dólares em 1991, dos quais 45% são devidos à participação das novas cultivares do sistema cola- borativo. A cultivar Carioca e as cultivares melhoradas ainda não atingiram seu teto de adoção. Com o tempo, EMGOP A Ouro, Serrano e BR-1 Xodó têm perspectivas de difusão mais ampla. Em dois estados obseivou-se a difusão simultânea de várias cultivares, sugerindo que a estratégia de lançamentos múltiplos é possível. A adoção de novas cultivares ocorreu mesmo sob condição de mercado depressivo, proporcionando aumento da oferta, contribuindo para a manutenção de pre- ços estáveis e beneficiando populações de renda mais baixa.

Palavras-chave

avaliação de impactos tecnológicos, aspectos sócio-econômicos.

Referências

FAO. Production yearbook. Rome: 1991.

HOMEM DE MELO, F. Analysis ofBrazilian food consumption data. São Paulo: Fundação Insti- tuto de Pesquisas Econômicas, 1988.

IBGE. Censo Agropecuário-1990. Rio de Janeiro: 1990.
JANSSEN, W.; LUNA, C.A; DUQUE, M.C. Small fanner behaviour towards bean seed; evidence

from Colombia. Joumal or Applied Seed Production. No prelo.
KO1LER, P. Marketing management, analysis, planning and controL Englewood cliffs: Prentice-Hall, 1976.

PACHICO, D.; LYNAM, J.K.; JONES, P.G. The distribution of benefits from technical change among classes of consumers and producers; ex-ante analysis of beans in Brazil. Research Po- licy, Amsterdam, v.16, n.5, p.279-85, 1987.

TAC. TECHNICAL ADVISORY COMMfTTEE. A review of CGIAR priorities. Rome: 1991. (Working document).

TEIXEIRA, S.M.; FARIA, M.E. de; SILVA, I.M. da; ROCHA, I.R. da. Tecnologia da produção de feijão em goiás; caso da cultivar EMGOP A 201-Ouro em difusão. Revista de Economia e So- ciologia Rural, Brasilia, v.28, n.3, p.87-104, 1990.


Submetido em:
11/09/1992

Aceito em:
10/03/1993

5ea0c1180e8825483cc84922 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections