Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/1234-56781806-9479005303007
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

Análises Quase-experimentais Sobre o Impacto das Cooperativas de Crédito Rural Solidário no PIB Municipal da Agropecuária

Amanda Massaneira de Souza Schuntzemberger; Elidecir Rodrigues Jacques; Flávio de Oliveira Gonçalves; Armando Vaz Sampaio

Downloads: 1
Views: 372

Resumo

Resumo:: No meio rural brasileiro, muitos municípios ainda não possuem agências bancárias, e as cooperativas de crédito surgem como instituições alternativas no fornecimento de crédito, distinguindo-se dos bancos por sua importância para o desenvolvimento local. Este artigo busca medir o impacto da implantação de cooperativas de crédito rural solidário nos municípios brasileiros sobre o PIB per capita da agropecuária (valor adicionado), usando dois métodos quase-experimentais para dar robustez às conclusões sobre o impacto. Verifica-se uma relação causal positiva pelo método de Diferenças-em-Diferenças com pareamento por escore de propensão, indicando um impacto médio da presença de cooperativas de crédito rural solidário sobre o PIB per capita da agropecuária em 2010 de R$ 987,66, significativo a 5%. Coeficientes positivos para a variável de tratamento também foram verificados nas regressões por MQO ponderadas pelos escores de propensão, sendo o PIB per capita da agropecuária cerca de 20% maior para os municípios que constituíram cooperativas de crédito rural solidário entre 2008 e 2009. Esses resultados evidenciam a importância de criar cooperativas de crédito rural solidário para as áreas rurais dos municípios brasileiros, principalmente naqueles que ainda não possuem, uma vez que o papel dessas cooperativas vem sendo desempenhado de forma a contribuir para o crescimento local.

Palavras-chave

Avaliação de tratamentos, Cooperativas, Crédito rural, Crescimento econômico.

Referências

ABRAMOVAY, R. A densa vida financeira das famílias pobres. In: ABRAMOVAY, R. (Org.). Laços financeiros na luta contra a pobreza São Paulo: FAPESP/Annablume, 2004.

AZEVEDO, C. M.; SHIKIDA, F. A. Assimetria de informação e o crédito agropecuário: o caso dos cooperados da Coamo-Toledo (PR). Rev. Econ. Sociol. Rural, v. 42, n. 2, p. 267-292, 2004.

BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB). Relatório de Inclusão Financeira Brasília, 2011.

BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB). Atualização mensal de dados Disponível em: <Disponível em: http://www.bcb.gov.br/?SFNATUALMES >. Acesso em: 02 jul. 2015.s.d

BECKER, S. O.; ICHINO, A. Estimation of average treatment effects based on propensity score. Stata Journal, v. 2, n. 4, p. 358-377, 2002.

BERTRAND, M., DUFLO, E.; MULLAINATHA, S. How much should we trust Differences-in-Differences Estimates? Quarterly Journal of Economics, v. 119, n. 1, p. 249-75, 2004.

BRIGGEMAN, B. C., TOWE, C. A. MOREHART, M. J. Credit constraints: their existence, determinants, and implications for us farm and nonfarm sole proprietorships. American Journal of Agricultural Economics, v. 91, n. 1, p. 275-289, 2009.

BÚRIGO, F. L. Finanças e solidariedade: o cooperativismo de crédito rural solidário no Brasil. Estud. soc. agric, v. 14, n. 2, p. 312-349, 2006.

BÚRIGO, F. L. Finanças e solidariedade: cooperativismo de crédito rural solidário no Brasil. Chapecó: Argos, 2010.

CALIENDO, M., KOPENING, S. Some practical guidance for the implementation of propensity score matching. Bonn, Germany: IZA, 2005 (IZA Discussion Papers, n. 1588).

CAPOBIANGO, R. P. et al. Análise do Impacto Econômico do Crédito Rural na Microrregião de Pirapora. Rev. Econ. Sociol. Rural, v. 50, n. 4, p. 631-644, 2012.

CARRER, M. J., SOUZA FILHO, H. M.; VINHOLIS, M. M. B. Determinantes da demanda de crédito rural por pecuaristas de corte no estado de São Paulo. Rev. Econ. Sociol. Rural, v. 51, n. 3, p. 455-478, 2013.

CAZELLA, A. A.; BÚRIGO, F. L. Inclusão financeira e desenvolvimento rural: a importância das organizações territoriais. Política e Sociedade, v. 14, p. 301-331, 2009.

CAZELLA, A. A.; BÚRIGO, F. L. Sistemas territoriais de financiamento rural: para pensar o caso brasileiro. Emancipação, v. 13, n. 2, p. 297-312, 2013.

CHAVES, S. S. O cooperativismo de crédito no Brasil: evolução e perspectivas. In: DODL, A.; BARROS, J. R. (Org.). Desafios do Sistema Financeiro Nacional: o que falta para colher os benefícios da estabilidade conquistada. 1. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2011, p. 69-97.

ECHEVARRIA, C. A three-factor agricultural production function: the case of Canadá. International Economic Journal, v. 12, n. 3, 1998.

FONTES FILHO, J. R., MARUCCI, J. C. e OLIVEIRA, M. J. Governança cooperativa: participação e representatividade em cooperativas de crédito no Brasil. In: Encontro de Pesquisadores Latino-americanos de Cooperativismo, V, 2008, Riberão Preto. Anais..., Ribeirão Preto, 2008.

FREITAS, A. F. et al. Entre a cruz e a espada: análise de um dilema do cooperativismo de crédito rural solidário. In: Congresso da SOBER, XLVIII, 2010, Campo Grande. Anais..., Campo Grande, 2010.

GOLDSMITH, R. W. Financial structure and development. The Economic Journal, v. 80, n. 318, p. 365-367, 1969.

GURLEY, J. G.; SHAW, E. S. Financial Aspects of Economic Development. The American Economic Review, v. 45, n. 4, p. 515-538, 1955.

HECKMAN, J. et al. Characterizing selection bias using experimental data. Econometrica, v. 66, n. 5, p. 1017-1098, 1998.

HECKMAN, J., SMITH, J.; CLEMENT, S. Making the Most Out of Programme Evaluations and Social Experiments: accounting for heterogeneity in Programme Impacts. Review of Economic Studies, v. 64, n. 4, p. 487-535, 1997.

HIRANO, K., IMBENS, G. W. e RIDDER, G. Efficient estimation of average treatment effects using the estimated propensity score. Econometrica, v. 71, p. 1161-1189, 2003.

KING, R. e LEVINE, R. Finance and growth: Schumpeter might be right. The Quarterly Journal of Economics, v. 108, n. 3, p. 717-737, 1993.

KROTH, D.; DIAS, J. A contribuição do crédito bancário e do capital humano no crescimento econômico dos municípios brasileiros: uma avaliação em painéis de dados dinâmicos. In: Encontro Nacional de Economia, XXXIV, 2006, Salvador. Anais..., Salvador, 2006.

LECHNER, M. The estimation of Causal Effects by Difference-in-Difference Methods. Foundations and Trends in Econometrics, v. 4, n. 3, p. 165-224, 2011.

MACIEL, H. M.; KHAN, A. S. O impacto do programa de microcrédito rural (AGROAMIGO) na melhoria das condições de vida das famílias beneficiadas no estado do Ceará: um estudo de caso. Revista de Economia e Agronegócio, v. 7, n. 1, p. 103-126, 2009.

MAGALHÃES, R. S., JUNQUEIRA, R. G. P. Microfinanças: racionalidade econômica e solidariedade social. São Paulo: Saint Paul Editora, 2007.

MATOS, O. C. Desenvolvimento do Sistema Financeiro e crescimento econômico no Brasil: evidências de causalidade. Trabalhos para Discussão, 2002. Brasília.

MCKINNON, R. Money and capital in economic development. Washington, DC: Brookings Institution, 1973.

MEYER, R., BUCHENAU, J. Individual lending in rural finance: the IPC Model. In: Seminário Current Issues on Microfinance, Joanesburgo, África do Sul, 2003.

PEIXOTO, B. T., ANDRADE, M. V., AZEVEDO, J. P. Prevenção e controle de homicídios: uma avaliação de impacto no Brasil Belo Horizonte: UFMG/Cedeplar, 2008. 30p.

PINHEIRO, M. A. H. Cooperativas de crédito: história da evolução normativa no Brasil. 6. ed. Brasília: BCB, 2008.

PORTO, W. S. Avaliação de Desempenho de Cooperativas de Crédito Rural Baseada no uso do Balanced Scorecard. 2002. 80f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção, UFSC, Florianópolis, 2002.

RAVALLION, M. Evaluating anti-poverty programs. In: EVENSON, R. E., SCHULTZ, T. P. (Org.). Handbook of Development Economics. Amsterdam: World Bank, 2005, p. 2-79.

ROCHA, B. D. P., NAKANE, M. Sistema financeiro e desenvolvimento econômico: evidências de causalidade em um painel para o Brasil. In: Encontro Nacional de Economia, XXXV, 2007, Recife. Anais..., Recife, 2007.

ROSENBAUM, P., RUBIN, D. The central role of the propensity score in observational studies for causal effects. Biometrika, v. 70, n. 1, p. 41-55, 1983.

SANTOS, R. B. N., BRAGA, M. J. Impactos do crédito rural na produtividade da terra e do trabalho nas regiões brasileiras. Economia Aplicada, v. 17, n. 3, p. 299-324, 2013.

SILVA, M. Impacto do Sistema Cooperativo de Crédito na Eficiência do Sistema Financeiro Nacional. Working Papers Series, 2011. Brasília.

SOARES, M. M., MELO SOBRINHO, A. D. Microfinanças: o papel do Banco Central do Brasil e a importância do cooperativismo de crédito. Brasília: BCB, 2007.

SPOHR, G., FREITAS, C. A. Teste da convergência do PIB per capita da agropecuária no brasil entre 1980 e 2004. Rev. Econ. Sociol. Rural, v. 49, n. 2, p. 341-368, 2011.

STRASSBURG, U. et al. Notas sobre a função de produção agropecuária agregada do Paraná. Revista de Política Agrícola, v. 23, n. 3, p. 18-28, 2014.
 

5cf347e00e882572184aa39f resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections