Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/1806-9479.2020.181041
Revista de Economia e Sociologia Rural
ARTIGO ORIGINAL

O Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária e a Análise dos Investimentos no Fundo Setorial do Agronegócio

National System of Agricultural Research and the Analysis of Investments in the Agribusiness Sectorial Fund

Caroline Nascimento Pereira; Cesar Nunes de Castro

Downloads: 0
Views: 13

Resumo

O artigo realiza a análise do histórico, da estrutura e do financiamento do Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária (SNPA) brasileiro, enfatizando os valores do Fundo Setorial do Agronegócio (CT-Agronegócio), que é destinado ao fomento das atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D) agrícolas. Analisa-se a evolução do sistema, desde seus primórdios no século XIX até os dias atuais, com a incorporação da inovação e a criação do Sistema de Inovação Agrícola (SIA), que também considera a diversidade de agentes que atuam em redes, com capacidade de interferência no processo de inovação e pesquisa. Para o sucesso do SNPA, verificado com safras recordes de grãos ano após ano, há uma sólida estrutura de financiamento, fundamentado tanto no setor privado como no setor público, em que este último enfatizou a pesquisa básica e aplicada, realizada via Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pelos fundos setoriais. Entretanto, como o artigo mostra, a participação dos fundos setoriais ainda é considerada pouco expressiva diante do dinamismo do setor agropecuário, porém é importante para a sinalização de mercado da atuação do governo em P&D do setor agrícola.

Palavras-chave

políticas públicas, pesquisa e desenvolvimento, agricultura

Abstract

Abstract:: This article analyzes the history, structure and financing of the National Agricultural Research System (SNPA), emphasizing the values of CT-Agronegócio, the sectoral fund focused on the promotion of agricultural R&D activities. The evolution of the system, from its beginnings in the nineteenth century up to the present, is analyzed with the incorporation of innovation and the creation of the Agricultural Innovation System (SIA), which also considers the diversity of agents that works together in the process of innovation and research. The SNPA achieved good results based on a strong financing structure, including the private and the public sectors, where the latter emphasized applied research conducted through Embrapa and the Funds Sectorial. However, the participation of the Sectoral Funds is still considered not very expressive in the face of the dynamism of the agricultural sector, but important for the market signaling of the government's performance in agricultural R&D.
 

Keywords

public policy, research and development, agriculture

Referências

Alves, E. & Oliveira, A. J. (2005). O orçamento da Embrapa. Revista de Política Agrícola, 14(4), 73-85.

Avila, A. F. D., Magalhães, M. C., Vedovoto, G. L., Irias, L. J. M., & Rodrigues, G. S. (2005). Impactos econômicos, sociais e ambientais dos investimentos na Embrapa. Revista de Política Agrícola. 14(4), 86-101.

Avila, A. F. D., Rodrigues, G. S., & Vedovoto, G. L. (2008). Avaliação dos impactos de tecnologias geradas pela Embrapa. Metodologia de referência. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica.

Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural – ASBRAER. (2017). Associadas Asbraer. Recuperado em fevereiro de 2017, de https://www.asbraer.org.br/index.php/institucional/associadas

Benedito, J. E. (2010). Fundo Setorial de Agronegócio: caracterização, análise e perspectivas de impactos. (Dissertação de mestrado). Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios, Universidade de Brasília, Brasília.

Bonacelli, M. B. M., Fuck, M. P., & Castro, A. C. (2015). O Sistema de Inovação Agrícola: Instituições, Competências e Desafios do Contexto Brasileiro. In A. M. Buainain, M. B. M. Bonacelli, C. I. C. Mendes. Propriedade Intelectual e Inovações na Agricultura (Cap. 3, pp. 89-110). Rio de Janeiro: CNPq, FAPERJ, INCT/PPED.

Brasil. Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação – MCTI (2017). O que são fundos setoriais: MCTI. Brasília Recuperado em 15 de janeiro 2017, de http://www.mct.gov.br/index.php/content/view/28023/A_Missao_dos_Fundos_Setoriais_de_C_T.html.

Canciani, A., Cury, C., & Carvalho, L. N. (2016). O Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária: Proposta de Implementação para um Novo Modelo de Gestão e Governança (Dissertação de mestrado). Fundação Getúlio Vargas, Escola de Administração de Empresas de São Paulo, São Paulo.

Centro de Gestão e Estudos Estratégicos – CGEE. (2006). Papel das Instituições Estaduais de Pesquisa Agropecuária Integrantes do Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária. Relatório Regional do Sul. Consolidação dos Relatórios Estaduais Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Brasília: CGEE.

Dossa, A. A., & Segatto, A. P. (2009, julho 26-30). Inovação, cooperação interinstitucional em P&D e o Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária: algumas propostas de pesquisas futuras. In 47º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Porto Alegre.

EMBRAPA. (2014). Balanço Social. Brasília, DF: Embrapa, Secretaria de Comunicação. Recuperado em fevereiro de 2017, de http://bs.sede.embrapa.br/2014/balancosocialembrapa2014.pdf.

EMBRAPA. (2015). Balanço Social. Brasília, DF: Embrapa, Secretaria de Comunicação. Recuperado em fevereiro de 2017, de https://bs.sede.embrapa.br/2015/balancosocialembrapa2015.pdf.

EMBRAPA. (2017) Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária. Recuperado em fevereiro de 2017, de https://www.embrapa.br/snpa

Felema, J., Raiher, A. P., & Ferreira, C. R. (2013). Agropecuária brasileira: desempenho regional e determinantes de produtividade. Revista de Economia e Sociologia Rural, 51(3), 555-574.

Ferreira, C. B., Araujo, J. A., Tabosa, F. J. S. & Lima, J. R. F. (2016). Produtividade agrícola nos países da américa latina. Revista de Economia e Sociologia Rural, 54(3), 437-458.

Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP. (2017). O que são Fundos Setoriais? from: http://www.finep.gov.br/a-finep-externo/fontes-de-recurso/fundos-setoriais/o-que-sao-fundos-setoriais. Recuperado em janeiro de 2017.

Fuglie, K., Wang, S. L. (2012). Productivity growth in global Agriculture shifting to developing countries. Choices. 27(4), 1-7.

Gasques, J. G., & Conceição, J. C. (1997). Crescimento e produtividade da agricultura brasileira (26 p.). Brasília: Ipea. (Texto para Discussão, n. 502).

Gomes, V. C., Oliveira, L. G., Machado, S. H. S., & Sousa, L. C. (2015). Os fundos setoriais e a redefiniçao do modelo de promoção de ciência, tecnologia e inovação no Brasil: uma análise à luz do CT-Agro. Revista de Administração, 50(3), 353-368.

Hayami, Y., & Ruttan, V. (1988). Desenvolvimento agrícola: teoria e experiências internacionais (367 p.). Brasília, DF: Embrapa.

Kubota, L., Nogueira, M., & Milani, D. (2012). Avaliação dos Fundos Setoriais: CT-Info (Texto para Discussão, 1752). Brasília: IPEA.

Mendes, C., Buainain, A. M., & Fasiaben, M. C. (2014, julho 27-30). O Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária e a Cooperação entre as Instituições Públicas de Pesquisa. In Anais do 52º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Goiânia.

Mendes, C., Buainain, A. M., & Fasiaben, M. C. (2015). Transferência de Tecnologias Geradas pela Embrapa: Condicionantes Exógenos. In Buainain, A. M., Bonacelli, M. B. M., & Mendes, C. I. C. Propriedade Intelectual e Inovações na Agricultura (Cap. 5, p. 165-183). Brasília, Rio de Janeiro: CNPq, FAPERJ, INCT/PPED.

Moreira, G. C., & Teixeira, E. C. (2014). Política pública de pesquisa agropecuária no Brasil. Revista de Política Agrícola, 23(3), 5-14.

Santos, L. W., & Ichikawa, E. Y. (1997). Organização para a inovação: estratégias de uma empresa de pesquisa do setor agrícola. In J. L. Solleiro, & R. Falloh, Memorias del VII Seminario Latinoamericano de Gestión Tecnológica – ALTEC (vol. 1, p. 779-800). México: UNAM.

Sicsú, A. B., Dias, A. B., Wanderley, M. B., Silveira, S. K., & Velho, S. (2009). A Pesquisa Agropecuária nas Organizações Estaduais – OEPAS: diagnóstico e ação. Parceria Estratégica. 14(28), 7-32.

Vieira Filho, J. E. (2014). Políticas públicas de inovação no setor agropecuário: uma avaliação dos fundos setoriais. Revista Brasileira de Inovação, 13(1), 109-132.
 


Submetido em:
05/06/2017

Aceito em:
21/04/2019

5eeccb240e8825250bbf3a9a resr Articles

resr

Share this page
Page Sections