Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/1806-9479.2021.247784
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo Original

Efeito de alterações no preço de referência sobre as indenizações do Seguro Agrícola de Faturamento da soja no Brasil

Changes effect in the reference price on indemnities for soybean Revenue Insurance in Brazil

Andreia Cristina de Oliveira Adami; Vitor Augusto Ozaki; Daniel Lima Miquelluti

Downloads: 0
Views: 15

Resumo

Resumo: O seguro agrícola de faturamento possui vantagens e desvantagens frente ao seguro agrícola tradicional e, apesar de sua grande penetração no mercado norte-americano, no Brasil essa modalidade ainda é incipiente. Diante disso, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de alterações no preço de referência (preço base) sobre as indenizações desses contratos para a cultura da soja, em municípios selecionados, no período de 2008 a 2018. Os resultados mostraram que há fraca associação entre as séries de preço e produtividade, pois o efeito estimado ficou próximo de zero, mas de caráter negativo em que preço e produção apresentam comportamento inversamente correlacionados. Além disso, a escolha do parâmetro de preços teve forte influência no valor da indenização, já que ao utilizar o preço de Paranaguá, os produtores receberiam um montante de indenização menor do que aquele a que teriam direito caso utilizassem o preço de referência da sua região. Em particular, para os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a diferença seria muito maior. Este fato pode ser um indício da baixa contratação do seguro de faturamento por esses produtores, que mesmo com a subvenção federal, têm apresentado demanda menor, comparativamente aos produtores da região Sul.

Palavras-chave

seguro agrícola de faturamento, seguro rural, risco de preço, risco de produtividade

Abstract

Abstract: Agricultural revenue insurance has advantages and disadvantages compared to traditional crop insurance and, despite its great penetration in the North American market, in Brazil, it is still incipient. The objective of this study was to evaluate the changes effect in the reference price (base price) on the indemnities of these contracts for the soybean crop, in selected municipalities, from 2008 to 2018. The results showed that there is a weak association between price and productivity since the estimated effect was close to zero, but it was negative in which price and production show an inversely correlated behavior. Also, the choice of the price parameter had a strong influence on the indemnity value. When using the Paranaguá price, producers would receive a lower amount of indemnity than if they used the reference price in their region. In particular, for the states of Mato Grosso and Mato Grosso do Sul the difference would be much greater. This fact may be an indication of the low contracting of income insurance by these producers, who, even with the federal subsidy, have shown less demand, compared to producers in the South region.
 

Keywords

income insurance, crop insurance, price risk, productivity risk

Referências

Adami, A. C. O., & Ozaki, V. A. (2016). Estudo sobre a viabilidade do Seguro Receita: o caso da região oeste do Paraná. Revista de Economia e Sociologia Rural, 54(2), 305-318.

Arias, D., Mendes, P., & Abel, P. (2015). Revisão rápida e integrada da gestão de riscos agropecuários no Brasil: caminhos para uma visão integrada. Brasilia, DF: Banco Mundial.

Banco do Brasil. (2021). BB Seguro Agrícola Faturamento. Recuperado em 20 de abril de 2020, de https://www.bbseguros.com.br/seguradora/seguros/para-seus-negocios/seguro-agronegocio/seguro-agricola-faturamento/

Brasil. Companhia Nacional de Abastecimento – CONAB. (2019). Acompanhamento da safra brasileira de grãos (Vol. 1, No. 2). CONAB.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA. (2020a). Agronegócio brasileiro em números. Recuperado em 20 de abril de 2020, de http://www.slideshare.net/MinAgriculturaBrasil/agronegcio-brasileiro-em-nmeros

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA. (2020b). Seguro rural: programa de subvenção ao prêmio do Seguro Rural. Recuperado em 20 de abril de 2020, de https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/riscos-seguro/seguro-rural/documentos-seguro-rural/copy_of_RelatorioGeralPSR2019.pdf

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA. (2020c). Políticas agrícolas/Seguro Rural. Recuperado em 15 de fevereiro de 2020, de http://www.agricultura.gov.br/

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA. (2020d). Atlas do Seguro Rural. Recuperado em 16 de novembro de 2020, de http://indicadores.agricultura.gov.br/atlasdoseguro/index.htm

Brisolara, C. S. (2013). Proposições para o desenvolvimento do seguro de receita agrícola no Brasil: do modelo teórico ao cálculo das taxas de prêmio (Doctoral dissertation). Universidade de São Paulo.

Duarte, G. V., Braga, A., Miquelluti, D. L., & Ozaki, V. A. (2018). Modeling of soybean yield using symmetric, asymmetric and bimodal distributions: implications for crop insurance. Journal of Applied Statistics, 45(11), 1920-1937.

Duarte, G. V., & Ozaki, V. A. (2019). Pricing Crop Revenue Insurance using Parametric Copulas. Revista Brasileira de Economia, 73(3), 325-343.

Enders, W. (2008). Applied econometric time series. John Wiley & Sons.

Food and Agriculture Organization of the United Nations – FAO (2020). FAO corporate statistical database. Recuperado em 27 de fevereiro de 2020, de http://faostat.fao.org/default.asp

Gallagher, P. (1987). US soybean yields: estimation and forecasting with nonsymmetric disturbances. American Journal of Agricultural Economics, 69(4), 796-803.

Ikeda, V. Y. (2015). Integração entre os mercados de soja de Paranaguá (PR) e Sorriso (MT): impacto da nova rota de exportação pelo Porto de Santarém (PA) (Doctoral dissertation). Universidade de São Paulo.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. (2020). Levantamento sistemático da produção agrícola – LSPA. Recuperado em 12 de fevereiro de 2020, de http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/agropecuaria/lspa/

Mafioletti, R. L. (2001). Formação de preços na cadeia agroindustrial da soja na década de 90. Revista de Economia e Sociologia Rural, 39(4), 9-26.

Margarido, M. A., Turolla, F. A., & Fernandes, J. M. (2001). Análise da elasticidade de transmissão de preços no mercado internacional da soja. Pesquisa e Debate, 12(2(20)), 5-40.

Miqueleto, G. J. (2011). Contribuições para o desenvolvimento do seguro agrícola de renda para o Brasil: evidências teóricas e empíricas (Doctoral dissertation). Universidade de São Paulo.

Mood, A. M., Graybill, F. A., & Boes, D. C. (1974). Introduction to the theory of statistics. McGraw-Hill Kogakusha.

Moraes, M. D. (2002). Prêmio de exportação da soja brasileira (Doctoral dissertation). Universidade de São Paulo.

Ozaki, V. (2010). Uma digressão sobre o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural e as implicações para o futuro deste mercado. Revista de Economia e Sociologia Rural, 48(4), 495-514.

Presotto, E., Freitas, C., Lazaretti, L., & Feistel, P. (2019). Análise da transmissão do preço pago ao produtor de soja brasileiro (1997 a 2016). Perspectiva Econômica, 14(2). https://doi.org/10.4013/pe.2018.142.03

Sousa, E. D., & Margarido, M. (1998). Formação de preços da soja no Brasil. In XXXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (pp. 45-61). São Paulo.

United States Department of Agriculture – USDA. Risk Management Agency – RMA. (2020). Recuperado em 27 de março de 2020, de https://www.rma.usda.gov/SummaryOfBusiness

Universidade de São Paulo – USP. Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada – CEPEA. (2020). Preços Agropecuários. Recuperado em 25 de março de 2016, de http://www.cepea.esalq.usp.br/

Waquil, P. D., & Dalla Libera, A. A. (2009). Transmissão de preços entre os mercados de soja. Revista de Política Agrícola, 18(3), 58-69.
 


Submetido em:
20/01/2021

Aceito em:
21/05/2021

613f3802a953951290436824 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections