Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/1806-9479.2021.249166
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo Original

Projeção do preço da arroba do boi gordo no estado de São Paulo utilizando modelos lineares dinâmicos

Projection of the cattle arroba price in the state of São Paulo using dynamic linear models

Marina Louza Palmeira de Carvalho; João Felema

Downloads: 0
Views: 61

Resumo

Resumo: A pecuária de corte no Brasil tem se tornado cada vez mais competitiva, levando o país a ser o segundo maior produtor e o maior exportador mundial de carne bovina. Dessa forma, é relevante analisar o comportamento do preço da arroba do boi gordo, assim como dos fatores que o influenciam, pois tal compreensão auxilia no planejamento estratégico e nas tomadas de decisões dos stakeholders desse setor. O presente estudo aborda o comportamento do preço da arroba do boi gordo no estado de São Paulo no período de janeiro de 2005 a janeiro de 2020, com o objetivo de estimar a projeção da tendência desse preço por meio dos modelos lineares dinâmicos (MLD). Além disso, selecionaram-se previamente, com base na literatura existente, variáveis de mercado para a análise da correlação delas com o valor da arroba do boi gordo. Verificou-se uma forte correlação positiva com o preço do bezerro, a relação de troca boi gordo/boi magro, o abate de bovinos e a importação de carne brasileira pela China. Houve também uma correlação positiva moderada quanto ao volume de exportação de carne bovina pelos Estados Unidos e uma correlação negativa moderada do preço da arroba em reais com a taxa de câmbio do dólar americano.

Palavras-chave

pecuária de corte, tendência de preços, modelos lineares dinâmicos

Abstract

Abstract: Beef cattle in Brazil has become increasingly competitive, as the country is the second-largest producer and the largest exporter of beef in the world. It is relevant to analyze the behavior of the price of the cattle arroba in this sector, as well as the factors that influence it, considering that such knowledge helps in the strategic planning and decision-making of the parties involved. This study addresses the verification of the behavior of arroba prices in the state of São Paulo from January 2005 to January 2020 to estimate the projection of the trend of this indicator inquiring the use of the Dynamic Linear Models (DLM). In addition, market variables were previously selected based on the existing literature for the analysis of their correlation with the value of the arroba. There was a strong positive correlation with the price of the calf, the exchange ratio of fat cattle/lean cattle, the slaughter of cattle, and the importation of Brazilian meat by China. There was also a moderate positive correlation regarding the volume of beef exports by the United States and a moderate negative correlation between the arroba price in Brazilian reais and the US dollar exchange rate.
 

Keywords

beef cattle, price trend, dynamic linear models

Referências

Aguiar, H. M. (2016). Efeitos de variáveis macroeconômicas no preço do boi gordo no Estado de São Paulo (Dissertação de mestrado). Fundação Getúlio Vargas, São Paulo.

Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne – ABIEC. (2019). Exportações. Recuperado em 6 de julho de 2020, de http://abiec.com.br/exportacoes/

Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne – ABIEC. (2020). Exportações. Recuperado em 6 de julho de 2020, de http://abiec.com.br/exportacoes/

Ávila, M. M. (2015). Economic viability of production systems in full cycle of beef cattle (Dissertação de mestrado). Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

Banco Central do Brasil – BCB. (2020). Cotação e boletins. Recuperado em 11 de maio de 2020, de https://www.bcb.gov.br/

Box, G. E. P., & Tiao, G. C. (1975). Intervention analysis with applications to economic and environmental problems. Journal of the American Statistical Association, 70(349), 70-79.

Bressan, A. A. (2004). Tomada de decisão em futuros agropecuários com modelos de previsão de séries temporais. RAE Eletrônica, 3(1), 2-20.

Bressan, A. A., & Lima, J. E. (2002). Modelos de previsão de preços aplicados aos contratos futuros de boi gordo na BM&F. Nova Economia, 12(1), 117-140.

Buainain, A. M., & Batalha, M. O. (2007). Cadeia produtiva de carne bovina (Vol. 8). Brasília: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Recuperado em 20 de dezembro de 2020, de http://repiica.iica.int/docs/b0585p/b0585p.pdf

Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada – CEPEA. (2020a). Indicador do Bezerro. ESALQ. Recuperado em 11 de maio de 2020, de https://www.cepea.esalq.usp.br/br/indicador/bezerro.aspx

Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada – CEPEA. (2020b). Consultas ao banco de dados do site. Recuperado em 11 de maio de 2020, de https://www.cepea.esalq.usp.br/br/consultas-ao-banco-de-dados-do-site.aspx

Cezar, I. M., Queiroz, H. P., Thiago, L. R. L. S., Garagorry, F. L., & Costa, F. P. (2005). Sistemas de produção de gado de corte no Brasil: uma descrição com ênfase no regime alimentar e no abate. Campo Grande: Embrapa Gado de Corte. Recuperado em 21 de dezembro de 2020, de https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/326307

DeLurgio, S. A. (1998). Forecasting principles and applications. Boston: McGrawHill.

Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – DIEESE. (2020). Inflação e preços. Recuperado em 14 de setembro de 2020, de https://www.dieese.org.br/

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. (2019). Pastagem. Recuperado em 21 de dezembro de 2021, de https://www.embrapa.br/qualidade-da-carne/carne-bovina/producao-de-carne-bovina/pastagem

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP. (2020). Projeções para o agronegócio brasileiro: 2029. Recuperado em 22 de dezembro de 2020, de https://outlookdeagro.azurewebsites.net/OutLookDeagro/pt-BR/Impresso

Ferreira, M. A., Valadares Filho, S. C., Muniz, E. B., & Veras, A. S. C. (2000). Características das carcaças, biometria do trato gastrintestinal, tamanho dos órgãos internos e conteúdo gastrintestinal de bovinos F1 Simental x Nelore alimentados com dietas contendo vários níveis de concentrado. Revista Brasileira de Zootecnia, 29(4), 1174-1182.

Florindo, T. J., Medeiros, G. I. B., & Mauad, J. R. D. (2015). Análise das barreiras não tarifárias à exportação da carne bovina. Revista de Política Agrícola, 24(2), 52-63.

Food and Agriculture Organization of the United Nations – FAO. (2015). Food outlook: biannual report on global food markets. New York: FAO.

Fundação Getúlio Vargas – FGV. (2020). IGP. Recuperado em 15 de abril de 2020, de https://portalibre.fgv.br/estudos-e-pesquisas/indices-de-precos/igp

Gaio, L. E., Castro Junior, L. G., & Oliveira, A. R. (2005). Causalidade e elasticidade na transmissão de preço do boi gordo entre regiões do Brasil e a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F). Organizações Rurais & Agroindustriais, 7(3), 282-297.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. (2020). Pesquisa trimestral do abate de animais. Recuperado em 11 de maio de 2020, de https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/agricultura-e-pecuaria/9203-pesquisas-trimestrais-do-abate-de-animais.html?=&t=o-que-e

Instituto de Economia Agrícola – IEA. (2019). Relação de troca produtos/insumos. Recuperado em 11 de maio de 2020, de http://ciagri.iea.sp.gov.br/nia1/RelaTrocaProduto.aspx?cod_sis=22

Instituto FNP. (2015). Anuário da pecuária brasileira. São Paulo: Agra FNP Pesquisas Ltda.

Lazzarini Neto, S. (2000). Manejo de pastagens (2. ed.). Viçosa: Aprenda Fácil.

Lima, M. M. (2019). Fatores determinantes do preço da arroba do boi gordo (Dissertação de mestrado). Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal.

Malafaia, G. C. (2013). As interações entre os agentes da cadeia produtiva da pecuária de corte no Brasil: implicações para a sustentabilidade. Campo Grande: Embrapa Gado de Corte.

Marion, J. C. (2016). Contabilidade rural. São Paulo: Atlas.

Medeiros, A. L. (2006). Regressão múltipla e o modelo ARIMA na previsão do preço da arroba do boi gordo (Dissertação de mestrado). Universidade Federal de Itajubá, Itajubá.

Medeiros, A. L., & Montevechi, J. A. B. (2005). Modedeslocamentoem da equação de previsão do preço da arroba de boi gordo através da regressão linear múltipla. In Anais do 12º Simpósio de Pós-graduação em Engenharia de Processos. Bauru.

Montgomery, D. C., Jennings, C. L., & Kulahci, M. (2008). Introduction to time series analysis and forecasting (6. ed.). New Jersey: Wiley-Interscience.

Osaku, C. Y. (2019). Transmissão de preços entre animais vivos e terminados nos mercados bovino e suíno no Estado de São Paulo (2013-2018) (Dissertação de mestrado). Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa.

Petris, G. (2010). An R package for dynamic linear models. Journal of Statistical Software, 36(12), 1-16.

Petris, G., Campagnoli, P., & Petrone, S. (2009). Dynamic linear models with R. New York: Springer-Verdeslocamento.

Pinatti, E. (2008). Efeitos das cotações do dólar comercial e do índice pluviométrico sobre os preços do boi gordo no estado de São Paulo, no período após plano real. Revista de Economia Agrícola, 55(1), 77-88.

Pindyck, R. S., & Rubinfeld, D. (2005). Microeconomia. São Paulo: Makron Books.

Pires, J. A. A. (2011). A cadeia produtiva de carne bovina no Brasil: mercado internacional e nacional. In Anais do 3º Simpósio de Produção de Gado de Corte. Viçosa.

R Development Core Team. (2015). R: a language and environment for statistical computing. Vienna: R Foundation for Statistical Computing. Recuperado em 2 de março de 2020, de http://www.R project.org

Sabadin, C. (2006). O comércio internacional da carne bovina brasileira e a indústria frigorífica exportadora (Dissertação de mestrado). Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande.

Sachs, R. C. C., & Martins, S. S. (2007). Análise do comportamento dos preços do boi gordo e do bezerro na pecuária de corte paulista, janeiro de 1995 a abril de 2006: uma aplicação do modelo VAR. Revista de Economia Agrícola, 54(1), 75-85.

Sachs, R. C. C., & Pinatti, E. (2007). Análise do comportamento dos preços do boi gordo e do boi magro na pecuária de corte paulista, no período de 1995 a 2006. Revista de Economia e Agronegócio, 5(3), 329-352.

Santos, G. J., Marion, J. C., & Segatti, S. (2009). Administração de custos na agropecuária (4. ed.). São Paulo: Atlas.

Santos, J. C., & Gomes, S. C. (2006). Padrões sazonal e cíclico para preço de boi gordo no estado de São Paulo. 1976-2004. In Anais do 44º Congresso Brasileiro de Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Fortaleza.

Silva Filho, L., Moretto, A. C., & Ferreira, C. R. (2005). O mercado de carne suína no Paraná: análise de oferta e demanda. In Anais do 43º Congresso Brasileiro de Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Ribeirão Preto.

Silva, A. C., Oliveira Neto, O. J., & Figueiredo, R. S. (2020). Mercado brasileiro de carnes: transmissão de preços. Brazilian Journal of Development, 6(3), 15870-15892.

Teixeira, J. C., & Hespanhol, A. H. (2014). A trajetória da pecuária bovina brasileira. Caderno Prudentino de Geografia, 1, 26-38.

Thiago, L. R. L. S., & Costa, F. P. (1994). Confinamento na prática: sistemas alternativos (Comunicado Técnico, No. 50). Campo Grande: EMBRAPA-CNPGC.

Tonello, C. L., Pasquetti, T. J., Barbosa, O. R., Bueno, L., & Höring, C. F. (2011). Determinantes do preço do boi gordo no Estado de São Paulo. Recuperado em 5 de julho de 2020, de https://pt.engormix.com/pecuaria-corte/artigos/determinantes-preco-boi-gordo-t37167.htm

U.S. Meat Export Federation – USMEF. (2019). Export statistics. Recuperado em 11 de maio de 2020, de https://www.usmef.org/usmef-statistics-and-trade-access/export-statistics/

United States Department of Agriculture – USDA. (2020). Foreign agricultural service: market and trade data, PSD online. Recuperado em 2 de julho de 2020, de https://apps.fas.usda.gov/psdonline/app/index.html#/app/topCountriesByCommodity

Zen, S., Menezes, S. M., & Carvalho, T. B. (2008). Perspectivas de consumo de carne bovina no Brasil. In Anais do 46º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Rio Branco.

Ziliotto, M. R., Silveira, C., Camargo, M. E., Motta, M. E. V., & Priesnitz Filho, W. (2010). Comparação do custo de produção de bovinocultura de corte: pasto versus confinamento. In Anais do 7º Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia. Rio de Janeiro.
 


Submetido em:
26/02/2021

Aceito em:
29/06/2021

61768f97a9539549cd1d5692 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections