Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/1806-9479.2023.276051
Revista de Economia e Sociologia Rural
ARTIGO ORIGINAL

Fomento da cultura de soja na agricultura familiar em Gúruè na alta Zambezia - Moçambique (2018-2019)

Fostering the cultivation of soy in family farming in Gúruè in upper Zambezia - Mozambique (2018-2019)

Naldo De Nascimento Manuel Horta; Maria Albertina Lopes Da Silva Barbito

Downloads: 0
Views: 158

Resumo

Em Moçambique, na região da alta Zambézia, a cultura da soja é muito produzida. Pois, embora emergente, vem ganhando expressão em detrimento de outras culturas de rendimento como é o caso do algodão e tabaco, passando a ser a principal cultura de rendimento. Ela é praticada por mais de 11.000 produtores. O objectivo desta pesquisa consistiu em examinar a forma como a cultura da soja se desenvolveu na agricultura familiar no distrito de Gúruè, na Alta Zambézia. A pergunta central da pesquisa foi saber como foi o processo de fomento da cultura da soja, na agricultura familiar, no Distrito de Gúruè, na Alta Zambézia? Na metodologia utilizou-se o método misto, isto é um estudo qualitativo através das entrevistas e um estudo quantitativo através do Inquérito a 131 produtores. Para análise e interpretação dos dados quantitativos usou-se o pacote estatístico SPSS. Este modelo permitiu fazer esta análise por meio de regressões simples e múltiplas para verificar a relação entre as variáveis. Os resultados mostraram que a maioria dos produtores da cultura da soja na alta Zambézia, são de tecnologia baixa e media/baixa por realizarem, manualmente, todas as operações de campo; e, por não usarem: inoculante, semente melhorada, fertilizantes e fitofarmacos. Estes têm tido rendimentos baixos. Os produtores que usam fertilizantes e semente melhorada têm tido bons rendimentos. O processo de comercialização dos grãos da soja é feito em redes de compradores, verificando-se grande homogeneidade de preços o que se acredita que é feita uma concertação. Na campanha agricola de 2018 para 2019 houve duas empresas mais envolvidas no processo, gerando uma subida de preço de 9,5%.

Palavras-chave

culturas de rendimento, agricultura familiar e renda

Abstract

Abstract: In Mozambique, in the Upper Zambézia region, the crop is very much produced. As, although emerging, it has been gaining expression in detriment of other cash crops such as cotton and tobacco, becoming the main cash crop. It is practiced by more than 11.000 producers. The aim of this research was to examine how the soy crop developed in family farming in the district of Gúruè, in Upper Zambézia. The central question of the research was to know how was the process of promoting the cultivation of soy, in family farming, in the District of Gúruè, in Upper Zambézia? In the methodology, the mixed method was used, that is, a qualitative study through interviews and a quantitative study through the Survey a 131 producers. For analysis and interpretation of quantitative data, the SPSS statistical package was used. This model allowed this analysis to be carried out using simple and multiple regressions to verify the relationship between the variables. The results showed that the majority of soybean crop producers in Upper Zambézia, they are low and medium/low technology producers, because they manually carry out all field operations and do not use: inoculant, improved seed, fertilizers and phytopharmaceuticals. They have had low yields. The producers who use fertilizers and improved seeds, they have had good yields. The commercialization process of soy beans is done networks of buyers, verifying great homogeneity of prices, what is believed to be a concerted. In the 2018 to 2019 agricultural campaign, two companies were more involved in the process, generating a price increase of 9,5%.

Keywords

cash crops, family farming and income

Referências

Almeida, J. A. (1989). Pesquisa em extensão rural: um manual de metodologia. Brasília: Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior/Ministério da Educação.

Blanchard, O. (2011). Macroeconomia (5. ed.). São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Fonseca, R. C. V. D. (2012). Como elaborar projectos de pesquisa e monografias. Curitiba: Imprensa Oficial.

Gujarati, D. N., & Porter, D. C. (2009). Basic econometrics. New York: McGraw-Hills Inc.

Gujarati, D. N., & Porter, D. C. (2011). Econometria básica (5. ed.). São Paulo: AMGH Editora Ltda.

Hair, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., Anderson, R. E., & Tathan, R. L. (2009). Análise multivariada de dados (6. ed.). Porto Alegre: Bookman.

Kumar, H., Portraite, C., Capece, J., & Nunes, W. (2007). Metodologia de pesquisa. Beira: Universidade Católica de Moçambique.

Marconi, M. D. A., & Lakatos, E. M. (2003). Fundamentos de metodologia científica (311 p.). São Paulo: Atlas.

Moçambique. Ministério da Agricultura - MINAG. (2013). Estratégia do governo e oportunidades de investimento no agronegócio em Moçambique. Maputo: MINAG.

Moçambique. Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar. (2017). Análise da Cadeia de Valor do Feijão Bóer em Moçambique Políticas e Plano de Acção. Maputo, Moçambique: Direcção de Planificação e Cooperação Internacional.

Mosca, J. (2015). Sector familiar agrário e desenvolvimento em Moçambique. Maputo: Escolar Editora.

Retamiro, W. (2016). Microeconomia (216 p.). Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A.

Shurtleff, W., & Aoyagi, A. (2009). História de soja e alimentos de soja em África (1857-2009). Oakland: University of California.

Zanella, L. C. (2013). Metodologia de pesquisa (Vol. 3). Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina.
 


Submetido em:
20/01/2023

Aceito em:
25/03/2023

65203874a953952dae0eb1c5 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections