Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/S0103-20032004000100005
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

Análise da degradação ambiental na Amazônia Ocidental: um estudo de caso dos municípios do Acre.

Rubicleis Gomes da Silva; Claudiney Guimarães Ribeiro

Downloads: 0
Views: 252

Resumo

Os resultados gerais divulgados pelo relatório final do GOVERNO DO ESTADO DO ACRE (2000) mostraram que parte da região sudeste do Estado do Acre vem sendo modificada há algumas décadas por um processo de ocupação iniciado por desflorestamentos e atividades agropecuárias. Segundo este relatório, o desmatamento e a queima da vegetação por atividades humanas foram as grandes transformadoras das paisagens acreanas e continuam a crescer muito nas últimas décadas. Diante do exposto, o objetivo principal deste trabalho foi elaborar um Índice de Degradação (ID) que fosse capaz de medir o atual estágio de degradação ambiental em que se encontram os 22 municípios do Estado do Acre, na região norte do Brasil, procurando, também, agrupá-los em clusters para verificar características semelhantes entre eles. Os resultados indicam que o Estado do Acre possui um ID médio de 30,74%, possuindo como ID´s mínimos os municípios de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima com ID igual a zero e Manoel Urbano com um ID de 1,80%. A análise de cluster mostrou que determinadas regiões possuem um bom estado de conservação ambiental, no entanto, também deixou claro que alguns indicadores de degradação apresentam valores extremamente elevados.

Palavras-chave

Índice de Degradação, indicadores ambientais, estado do Acre.
5cf853c70e8825fa7a58d25e resr Articles

resr

Share this page
Page Sections