Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/S0103-20032004000200006
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

Evolução regional da produtividade da mão-de-obra na agropecuária gaúcha: uma aplicação da matriz de Markov

Downloads: 0
Views: 836

Resumo

O estudo analisa a convergência regional dos níveis de produtividade da mão de obra na agropecuária do Rio Grande do Sul, através de uma matriz de Markov. Examina, também, as variáveis explicativas desta convergência, através da técnica estatística dos componentes principais seguida de regressão estatística. Os dados são provenientes dos censos agropecuários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dos anos 1975 e 1995/96. O estudo considera quatro classes de níveis de produtividade da mão de obra. As regiões da classe superior, contendo os grandes estabelecimentos rurais, com criação de gado, tendem a migrar, no longo prazo, para as classes inferiores. A causa parece ser a redução da área explorada por unidade de mão de obra. A classe mais baixa tende a manter, aproximadamente, o mesmo percentual de regiões que não evoluem na produtividade, talvez porque os estabelecimentos são pequenos para a mecanização, não direcionam o sistema de produção para produtos de maior valor agregado e não adotam mudanças tecnológicas.

Palavras-chave

convergência regional, produtividade da mão de obra, agropecuária do Rio Grande do Sul
5d053afc0e88255477480c86 resr Articles

resr

Share this page
Page Sections