Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/S0103-20032005000100001
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

Vulnerabilidade do comércio agrícola brasileiro

Maria Auxiliadora de Carvalho; César Roberto Leite da Silva

Downloads: 0
Views: 255

Resumo

A dívida externa elevada e o déficit crônico em transações correntes obrigam o Brasil a produzir superávits comerciais significativos. A agricultura tem dado uma grande contribuição, dado que o valor de suas exportações vem crescendo a taxas mais elevadas que a dos demais produtos, resultando num bem vindo superávit comercial agrícola. Entretanto, apoiar-se na agricultura como principal fonte de divisas coloca o país numa situação de vulnerabilidade: a demanda mundial por produtos agrícolas é relativamente decrescente, a variabilidade dos preços e quantidades do comércio agrícola é bem maior do que a dos produtos industrializados, e as relações de troca das exportações agrícolas têm declinado nos últimos 30 anos. Esses fatos levam a concluir que as razões que levaram à adoção do modelo de substituição de importações voltaram a ser pertinentes na atualidade e que o aumento das quantidades exportadas de produtos agrícolas não necessariamente significa melhoria do bem estar da sociedade brasileira.

Palavras-chave

relações de troca, agricultura, vulnerabilidade externa
5d062b070e8825d93ff70b6c resr Articles

resr

Share this page
Page Sections