Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/S0103-20032005000100003
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

Política de estabilização de renda para a agricultura familiar: uma análise de risco

Maria Aparecida Silva Oliveira; Erly Cardoso Teixeira

Downloads: 0
Views: 265

Resumo

Os produtores familiares foram prejudicados pelas políticas de substituição de importações e de modernização da agricultura, sofrendo com elevadas transferências de renda para fora do setor. Uma forma de ressarci-los seria implementando uma política de estabilização de renda que asseguraria rentabilidade estável aos produtores. O objetivo deste artigo é determinar os benefícios de uma política de estabilização de renda implementada na agricultura familiar para agricultores e consumidores de arroz, feijão, milho e mandioca, e os custos para agricultores comerciais nesses mercados. Utilizou-se o modelo de Newbery e Stiglitz, que considera a redução do risco com a política de estabilização de renda. A política implicaria aumento de receita para produtores familiares. Os benefícios de transferência superariam os de eficiência para produtores familiares e consumidores. Os benefícios para a agricultura familiar superariam os custos da agricultura comercial com a política nos mercados de feijão, mandioca e milho, e os benefícios totais superariam os custos totais nos mercados de feijão e milho, ao contrário ocorreria nos mercados de arroz e mandioca, embora neste fosse pequena a diferença. Conclui-se que a implementação da política seria viável nos mercados onde a participação da agricultura familiar fosse maior que a da comercial e naqueles importadores.

Palavras-chave

estabilização de renda, agricultura familiar, risco
5d062c760e8825df42f70b6c resr Articles

resr

Share this page
Page Sections