Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/S0103-20032007000100009
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo Original

Empreendedorismo e conservação ambiental no interior de São Paulo 

Eduardo Ehlers.

Downloads: 0
Views: 899

Resumo

Na década passada duas centenas de municípios paulistas ampliaram suas áreas de Mata Atlântica, sendo que a maioria deles concentra-se em territórios contíguos formando verdadeiras manchas de recuperação florestal no mapa do estado. Este artigo discute os principais determinantes que explicam este inusitado aumento. A suposição inicial era de que a recuperação da Mata Atlântica estaria associada ao avanço dos empreendimentos que valorizam o patrimônio natural e que promovem o seu aproveitamento econômico. Conclui-se que o cumprimento da legislação, decorrente da fiscalização mais rigorosa, e a retração das atividades agropecuárias, que permite a regeneração natural das matas, foram os principais determinantes dessa recuperação. Todavia, como suposto inicialmente, em alguns territórios paulistas já se nota uma rara combinação entre empreendedorismo e conservação florestal. Essa sinergia não surge ao acaso; depende, em grande parte, da existência de arranjos institucionais entre atores públicos e privados interessados na conservação do patrimônio natural. 

Palavras-chave

desenvolvimento rural, amenidades rurais, Mata Atlântica, instituições.    
5d0647d40e88255c78f70b6c resr Articles

resr

Share this page
Page Sections