Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/S0103-20032008000200009
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo Original

Determinantes da escolha de arranjos institucionais: evidências na Comercialização de Fertilizantes para Soja 

Maristela Franco Paes Leme; Decio Zylbersztajn.

Downloads: 0
Views: 914

Resumo

As transações entre os agentes do agronegócio têm deixado de ocorrer estritamente via mercado, passando a serem regidas por diferentes tipos de arranjos institucionais, caracterizados por contratos. No setor de fertilizantes, as empresas intensificaram a oferta de pacotes de insumos aos produtores agrícolas, mais especificamente aos produtores de soja, que são os focalizados neste artigo. Para adquirir fertilizantes, esses produtores podem optar pelo uso de recursos próprios, obtidos em financiamento com terceiros, ou podem ainda recorrer aos referidos pacotes que incluem além dos fertilizantes, soja e recursos financeiros, e que os produtores de soja chamam de "troca", adquirindo insumos pagando em soja para entrega futura. A motivação do presente trabalho é identificar quais são os fatores determinantes da escolha do produtor de soja entre arranjos alternativos para a aquisição de fertilizantes. Foram realizadas 200 entrevistas com produtores de soja dos estados de Goiás e Mato Grosso. Conclui-se que a formatação de arranjos do tipo bundling pode ser motivada por razões de eficiência, sendo a economia em custos de transação uma dessas razões. A aversão ao risco e a confiança motivam o uso do arranjo troca. Por fim, com relação à escala, os maiores produtores de soja, diferentemente do esperado, utilizaram mais o arranjo troca.  

Palavras-chave

Arranjos institucionais, bundling, confiança, custo de transação, fertilizantes, incerteza. 
5d0546bf0e8825f51d480c81 resr Articles

resr

Share this page
Page Sections