Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/doi/10.1590/S0103-20032008000200010
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo Original

Exportações do Rio Grande do Norte: estrutura, vantagens comparativas e comércio intra-indústrial 

Jorge Luiz Mariano da Silva; Daniel Borja Valdez Montalván.

Downloads: 0
Views: 668

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar o comportamento e a estrutura do setor exportador do Rio Grande do Norte no período de 1996 a 2006 e identificar os produtos com vantagens comparativas reveladas. Também procura mensurar os graus de concentração de produtos e os destinos das exportações, o tipo de comércio e os setores fortes da pauta de exportações. Para o alcance de tais objetivos, utilizaram-se os índices de comércio intra-industrial, de GRUBEL e LLOYD (1975), e os índices de vantagem comparativa revelada, de BALASSA (1965) e LAURSEN (1998). Os indicadores de concentração de produtos e destino das exportações derivaram do coeficiente de Gini-Hirchman. Os dados utilizados foram obtidos no sistema ALICEWEB, do Ministério do desenvolvimento, Indústria e Comércio - MDIC. Os resultados encontrados revelaram alta concentração em poucos produtos primários e mercados de destinos, além da fraca participação de produtos manufaturados exportados. O estudo ainda apontou que o comércio internacional do estado é basicamente interindustrial, ou seja, exporta produtos primários e importa manufaturas, caracterizando um comércio do tipo Herckscher-Ohlin. entre os grupos de produtos com comércio intra-industrial, destacou-se o grupo do algodão, um sinal da importância do setor têxtil na economia estadual.  

Palavras-chave

Vantagem Comparativa Revelada; Comércio Intra-Indústria; Concentração das exportações. 
5d0547460e8825c81d480c84 resr Articles

resr

Share this page
Page Sections