Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5d8653b60e8825c47282c050
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

ECONOMIA DE ESCALA E CUSTO DE PRODUÇÃO DE FRANGO NAS PRINCIPAIS REGIÕES PRODUTORAS DE MINAS GERAIS

Ângelo Antônio Ferreira; Marília Fernandes Maciel Gomes; João Eustáquio de Lima.

Downloads: 1
Views: 611

Resumo

A produção de frango, em Minas Gerais, concentra-se nas regiões da Zona da Mata, do Centro-Oeste e do Triângulo Mineiro, representando 81 % do total do estado. Desta produção, 90% é via sistema de integração. A produção brasileira de frango, em bases econômicas, ocorreu a partir da década de 60, o que permitiu a importação de material genético de alta produtividade e eficiência. Dada a tecnologia, torna-se necessário estudar os aspectos econômicos da produção a fim de verificar sua eficiência e eficácia. Dessa forma, procurou-se determinar uma escala de produção por meio da qual fosse otimizada a utilização dos fatores. Estudou-se, ainda, o custo de produção, utilizando-se a teoria da produção. O custo total médio de produção foi menor na região da Zona da Mata, seguido pelas regiões do Centro-Oeste e do Triângulo Mineiro. Nas regiões da Zona da Mata e do Triângulo Mineiro, no estrato 1, ocorrem economias de escala, enquanto nos estratos 2 e 3, deseconomias. Na região do Centro-Oe~te ocorre o contrário, deseconomias de escala no estrato 1 e economia nos estratos 2 e 3. Na região da Zona da Mata, a escala ótima ocorre com a produção de 26.203,35 kg, o que equivale ao tamanho de galpão de 1.127 m2, enquanto nas regiões do Centro-Oeste e do Triângulo Mineiro se encontram escalas ótimas de produção na ordem de 42.888,08 kg e 34.849 kg, respectivamente.

Palavras-chave

Economia de escala, custos de produção, frango.

Referências

CANEVER, M.D. Competitividade relativa entre as cadeias de carne de frango brasileira e argentina. Viçosa: UFV, 1997. 126 p. Dissertação (Mestrado em Economia Rural)- Universidade Federal de Viçosa, 1997.

DEBERTIN, D.T. Agricultura! production economics. 8.ed. New York: MacMillan, 1986. 366p.

FERGUSON, C.E. Microeconomia. 9.ed. Rio de Janeiro: Forense- Universitária, 1986. 624 p.

GOMES, J.M. Economia de escala; uma revisão sobre teorias tradicionais e modernas de custos e sua adequação ao mundo real. Análise Econômica, Porto Alegre, v. 10, n. 17, p. 59-88, 1992.

GUJARATI, Damodar N. Basic Econometrics. Third Edition. N.Y.: McGraw-Hill Book Company, 1995. 838p.

t..._, ,MEL, P.H., POLASEK, M. Estatística aplicada à economia. 2.ed. São Paulo: Atlas, 1976. 601 p.

MOURA, A.D. Sistema inteligente de apoio à decisão aplicado ao gerenciamento da produção de frango de corte. Viçosa: UFV, 1995. 92 p. Dissertação (Mestrado em Economia Rural) - Universidade Federal de Viçosa, 1995.

MELLO, G.R.A.V. Economia de escala e eficiência econômica da produção de leite. Viçosa: UFV, 1995. 172 p. Dissertação (Mestrado em Economia Rural) - Universidade Federal de Viçosa, 1995.

PINDYCK, R., RUBINFELD, D.L. Microeconomia. São Paulo: Makron Books, 1994. 968 p.

VARIAN, H.R. Microeconomia: princípios básicos. Rio de Janeiro: Campus, 1994. 710 p.

5d8653b60e8825c47282c050 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections