Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5d8a5f440e8825202cc51225
Revista de Economia e Sociologia Rural
Artigo original

A AÇÃO SOCIAL DA EMBRATER: AUTONOMIA DO PEQUENO AGRICULTOR OU ACUMULAÇÃO CAPITALISTA?

JOÃO CARLOS CANUTO; GUSTAVO M. QUESADA

Downloads: 0
Views: 262

Resumo

O presente trabalho visa explorar de forma preliminar a questão de quais as razões que justificam a existência de uma ação "social" no trabalho da Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural - EMBRATER, quando seu "projeto" é essencialmente de transferência de tecnologia. Para responder a esta questão pensamos ser necessário estabelecer certas relações a nível sócio-econômico global: relação entre capital e Estado e relação capital/Estado com tecnologia. Especificamente se pretende responder à questão por três vias (complementares e associadas) - a ação "social", ao contrário do que prega o discurso desenvolvimentista da Empresa (desenvolvimento rural, redução da pobreza), se justifica: a) pela necessidade de acumulação de capital (reprodução da força de trabalho); b) pela necessidade de legitimação do Estado e c) pelo compromisso histórico humanista de uma parcela de técnicos da Empresa, os quais reagem à orientação meramente produtivista.

Palavras-chave

extensão rural, capitalismo agrário, pequena produção, EMBRATER, desenvolvimento rural.

Referências

AL THUSSE R, L. Ideologia e aparelhos ideológicos do Estado. Lisboa, Presença, 1980. p.11.
EMBRATER. Estruturação operacional, modelo, estratégia e diretrizes de trabatho. Brasília,
1975. p. 14-75.
--. Marco de referência para o planejamento no SIBRA TER: período programãtico 1977 /
1979. Brasília, 1979.
--. Trinta anos de extensão rural no Brasil: pronunciamentos. Brasília, 1979. (a)
ENGELS, F. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. Rio de Janeiro,
Civilização Brasileira, 1982. p.193.
HABERMAS, J. A crise de legitimação no capitalismo tardio. Rio de Janeiro, Tempo
B.rasileiro, 1980. p.122.
KAHN, H. & WIENER, A. J. O ano 2000. São Paulo, Melhoramentos, 1969. p.86.
MARX, Karl. A ideologia alemã. São Paulo, LECH, 1982. p.72.
OU VEI RA, F. de. A economia brasileira: crítica à razão dualista. Petrópolis, Vozes,
CEBRAP, 1981. p. 25-7.
SALAMA, P. Estado e capital: o Estado capitalista como abstração real. ln:--. Trabalho
e dominação. Petrópolis, Vozes, CEBRAP, 1980. p.126.
SILVA, J. F. G. da et alii. Estrutura agrária e produção de subsistência na agricuJtura
brasileira. São Paulo, HUCITEC, 1980. p. 160-70.
SOUSA, 1. S. F. de & SINGER, E. G. Tecnmogiaepesquisaagropecuárias:considerações
preliminares sobre a geração de tecnologia. s. J., s. ed., 1982 p. 18-20.


Submetido em:
06/07/1983

Aceito em:
02/05/1984

5d8a5f440e8825202cc51225 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections