Revista de Economia e Sociologia Rural
https://revistasober.org/article/5ea0b5020e88255d08c84920
Revista de Economia e Sociologia Rural
ARTIGO ORIGINAL

O ESTADO E O DESEMPENHO DA AGRICULTURA PARANAENSE NO PERÍODO DE 1975-85

LAÉRCIO BARBOSA PEREIRA

Downloads: 0
Views: 52

Resumo

O trabalho consiste em uma análise do desempenho da agricultura paranaense no período recente. Duas questões básicas relacionadas a este desempenho foram consideradas: na primeira, avaliou-se o impacto do substancial montante de crédito e subsídios posto à disposição desta agricultura no período 1974-80; e na segunda, avaliou-se o impacto da grande redução do crédito e, em especial, dos subsídios a partir de 1982. A conclusão a que se chegou foi que esta agricultura, no geral, teve um bom desempenho no período e que os vultosos benefícios das políticas institucionais (especialmente crédito rural), concentradas no binômio soja-trigo, tornaram estes produtos artificialmente mais atraentes, impedindo um crescimento mais equilibrado das diversas atividades agrícolas, na medida em que inibiram algumas destas atividades. Isto fica mais evidente na primeira metade dos anos 80, quando, por um lado, o volume de crédito e subsídios passaram por melhor distribuição e grande re- dução e, por outro, ocorreu significativa mudança na composição da produção agrícola do Estado, ao mesmo tempo em que ocorria significativo crescimento da produção global, que atingiu recordes históricos de produção.

Palavras-chave

Subsídios agrícolas, crédito rural, desempenho agrícola

Referências

AL VES, E. R. de; P ASTORE, A. C. A política agrícola no Brasil e a hip6tese da inovação induzida. ln: ALVES, E. R. de et al. Coletãnea de trabalhos sobre• EMBRAP A. Brasília: EMBRA- P A-DID, 1980. p.9-20.

AYRES, C. H. S. The contribution of agricultura! research to soybean productivity in Brasil. Saint Paul: Faculty of the Graduate School, University of Minnesota, 1985. Doctor Thesis.

BANCO CENTRAL DO BRASIL. Anúrio estatístico de crédito rural.1974-85. BASTIANI, I. C. R. Risco e taxa de retomo: agroinddstria cooperativa versus pequena propriedade rural. São Paulo: EAESP-FGV, 1992. Tese de Doutorado.

CONTADOR, C. R., FERREIRA, L. da R. Insumos modernos na agricultura brasileira. Rio de Janeiro: IPEA, 1984 (Textos para Discussão Interna, 65).

CRUZ, E. R. da. Transferência inter-reginal de ganho de produtividade da terra e poU- tica tecnol6gica para a agricultura.Brasília: EMBRAPA, 1985.

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Preços recebidos pelos agricultores. Vmos anos. FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Anúrio Estatístico do Brasil. Vmosanos.

FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo agropecúrio do Paraú.1970-1975 e 1980.

FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Produção agrícola Mnnicipal. Vmos anos.

FURTADO, C. A estrutura agrária no desenvolvimento brasileiro. ln: _ _ _ An'1ise do modelo brasileiro. 7. ed.. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1982. •

GOODMAN, D. Economia e sociedade rurais a partir de 1945. ln: BACHA, E.M.; KLEIN, H. S. (orgs.) A transição incompleta. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986. p.113-73.

GUIMARÃES, A. P . Quatro séculos de latifdndio. 5. ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

HAYAMI, Y.; RUTTAN, V. W. Agricultural development; an international perspetive. Balti- more: The Johns Hopkins University Press, 1971.

INSTITUTO DE ECONOMIA AGRÍCOLA. Progn6stico da região Centro-Sul. Vmosanos. KAGEY AMA, A. A.; GRAZIANO da

SILV A, J. Os resultados da modernização agrícola dos anos 70. Est. Econ., São Paulo, v. 13, n. 3, p.537-59, set/dez. 1983.

MANOEL, A.; BARROZ, J. R. M. de. Agricultura Brasileira: transformações e perspectivas na década de 80. ln: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 15, Salvador, 1-4 dez. 1987. NÓBREGA, M. F. Taxas de juros e crédito subsidiado. R. Finan. Pnbli., Rio de Janeiro, v.41, n.346, p.4-12, abr.ljun. 1981.

PEREIRA, L. B.; LUGNANI, A. Ç. Novos rumos da agricultura paranaense na década de 80. Bst. Econ.. São Paulo, v. 1, n. 3. p.351-378, 1989.

PINTO, L. C. G. Notas sobre a poUtica agrícola e crédito rural. Campinas: UNICAMP, 1981. (Texto para Discussão).

PRADO JR., C. A questão agrma. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1981.

PRADO JR., C. A revolução brasileira. 6. ed. São Paulo: Brasiliense, 1977.

REZENDE, G. C. de. A política agrícola e a estabilização macroeconômica. ln: Penpectivas da economia brasileira. Rio de Janeiro: IPEA/INPES, 1987.

SANTOS, R. F. dos. Presença de vieses de mudança técnica na agricultura brasileira. São J>aulo: IPE-USP , 1987. (Tese de Doutorado).

SCHULTZ, T. N. A transformação da agricultura tradicional.Rio de Janeiro: Zahar, 1965.


Submetido em:
27/03/1992

Aceito em:
03/09/1992

5ea0b5020e88255d08c84920 resr Articles
Links & Downloads

resr

Share this page
Page Sections